Pra quem quiser me visitar....
  • Aïoli no Bistrot du Paradou
  • “Redefinindo Sustentabilidade”: Parabere Forum chega à terceira edição debatendo a igualdade de gênero na gastronomia
  • Lenha no fogão: comida e memória no sul de Minas Gerais
  • A Casa do Porco Bar: Jefferson Rueda finalmente em casa
  • Restaurante Roberta Sudbrack fecha as portas no Rio de Janeiro: o fim pode ser uma ponte?
  • Padaria da Esquina, a nova casa de Vitor Sobral em São Paulo: minhas impressões
  • Provence: o mercado de Saint-Rémy
  • A hora do chá no Le Meurice, em Paris
  • Berlim, de bocado em bocado
Terça, 24 Janeiro 2012

The Harwood Arms: meu tipo de restaurante

The Harwood Arms

Faz alguns meses que jantei no Harwood Arms, em Londres. Naquela noite, pus no twitter uma foto do lugar, com a legenda “meu tipo de restaurante”. Alguém perguntou do lado de lá: e o que seria exatamente seu tipo de restaurante? Com certo atraso, respondo através desse post.

Em boa parte dos guias, você o verá classificado como pub e os proprietários (a casa é fruto de uma parceria entre Brett Graham, do Ledbury, e Mike Robinson, do Pot Kiln pub, em Berkshire) fazem questão de corroborar essa classificação. Mas me pergunto se o Harwood Arms é propriamente um pub... Eu diria que sim e que não. Tem alma de pub. Mas vai além e entrega mais do que se costuma esperar desse tipo de estabelecimento.

The Harwood Arms

Trata-se de um lindo predinho numa esquina de Fulham. Ao entrar, não tive dúvida: aquele é o tipo de restaurante que eu gostaria de ter a poucos passos de casa... O ambiente preserva certa rusticidade, tem calor e informalidade, mas é extremamente elegante. Chão de tábuas antigas, mesas de madeira sem toalhas, uma lareira, um incrível balcão, flores frescas e velas espalhadas por todo canto. O serviço denuncia eficiência um tom acima do que é de costume num pub. Mas antes que você possa cogitar, esclareço: não há espaço pra afetação ali, seja no salão, no atendimento ou no público que o frequenta.

The Harwood Arms

The Harwood Arms The Harwood Arms

The Harwood Arms The Harwood Arms

A comida também é calorosa como a de um bom pub, mas, novamente, é mais que isso. A qualidade da matéria-prima é evidente. A valorização da cozinha britânica no cardápio (que tem nas caças uma de suas especialidades) acontece de forma inteligente, sem cair na teia da obviedade. A execução dos pratos revela refinamento, sutileza. Tudo isso confere ao Harwood Arms a estatura de um bom restaurante, um belo restaurante, o que me pareceu bastante claro na sequência daquele meu jantar, que começou com uma amarelíssima gema de ovo de pato com chanterelles e cebolas grelhadas e fatias crocantes de bacon, um dos clássicos da casa.

The Harwood Arms

Em seguida, delicadas fatias de barriga de porco (de Berkshire) abraçavam um recheio de vegetais, lardo e queijo cremoso, finalizadas com avelãs tostadas, num prato memorável.

The Harwood Arms

A carne de lebre, tenra, saborosa, e, ainda, uma deliciosa almôndega (também de lebre) dialogavam com a doçura de algumas cenourinhas e um leve purê de cenouras.

The Harwood Arms

Pra encerrar, um gostoso bolo de cenoura com sorvete de café e o conforto de doughnuts sequinhos e fofos, recheados de geleia de figos e acompanhados de sour cream.

The Harwood Arms The Harwood Arms

Seja pub, seja restaurante, o que importa é que o Harwood Arms me pareceu feito sob medida pra mim. Meu tipo de lugar.

 

The Harwood Arms – 27 Walham Grove – Fulham – Londres
http://www.harwoodarms.com/

As atualizações do blog também estão no meu twitter.

 

 

Deixe seu comentário:
© 2012 Pra quem quiser me visitar - Todos os direitos reservados - Design de Branca Escobar

Envie para um amigo:

*
*

Fale comigo:

*

Assinar Newsletter:

Remover email: