Pra quem quiser me visitar....
  • A Casa do Porco Bar: Jefferson Rueda finalmente em casa
  • Restaurante Roberta Sudbrack fecha as portas no Rio de Janeiro: o fim pode ser uma ponte?
  • Padaria da Esquina, a nova casa de Vitor Sobral em São Paulo: minhas impressões
  • Provence: o mercado de Saint-Rémy
  • A hora do chá no Le Meurice, em Paris
  • Berlim, de bocado em bocado
  • “Redefinindo Sustentabilidade”: Parabere Forum chega à terceira edição debatendo a igualdade de gênero na gastronomia
  • Lenha no fogão: comida e memória no sul de Minas Gerais
  • Fazenda do Serrote: refúgio na divisa entre Rio e Minas Gerais
Sexta, 17 Janeiro 2014

Restaurante O Paparico, no Porto

O Paparico

Escrevendo sobre o Porto no post passado, me veio à memória um jantar sobre o qual acabei me esquecendo de comentar aqui. Foi no restaurante O Paparico, considerado por muitos um dos melhores da cidade.

O belo salão de paredes de pedra, habitado por mobiliário antigo, é o cenário onde se desenrola uma proposta voltada para o receituário da terra, mas sob a perspectiva de uma cozinha que o aborda com mais leveza e refinamento do que se costuma encontrar na média das casas mais tradicionais – fazendo-se acompanhar de um serviço muito eficiente e simpático, ainda que comandado por um maître um tanto afetado.

O Paparico

Ao chegar, encontramos à nossa espera uma série de entradas já dispostas sobre a mesa que nos fora reservada. Tentação à qual se acaba cedendo, mas que inflaciona a conta do jantar. A copita de cachaço de porco preto, o queijo de Azeitão e a terrine de vitela arouquesa com vinho do Porto valeram cada centavo. Já a salada de bacalhau com torradas de broa de milho e a salada de polvo não eram más, mas nada tinham de especial.

O Paparico

O Paparico   O Paparico

O Paparico

O melhor ainda viria. Mergulhado em azeite e acompanhado de batatinhas, o bacalhau se entregava às lascas, revelando nas pontas uma gostosa crosta com o gosto da brasa. À parte, uma porção de grelos salteados que, em sua simplicidade, era a perfeição.

O Paparico

O Paparico

O arroz de tamboril era caldoso, uma delícia. Os nacos de peixe, tenros e saborosos.

O Paparico

As sobremesas, bolo de castanha com jeropiga (bebida que acompanha as castanhas na festa de São Martinho) e toucinho do céu com sorvete de limão, eram esquecíveis. Me arrependi de não ter pedido, no lugar delas, mais uma porção dos deliciosos grelos.

O Paparico

O Paparico

 

O PaparicoRua de Costa Cabral 2343

http://www.opaparico.com/

 

 

 

Comentários:
em 26-01-2014
por: Carlos
Estive no Paparico, realmente é muito bom, fomos muito paparicado.
Outro restaurante na região do Porto que recomendo é o Veleiros, tem o melhor Polvo com Arroz que já comi, excelente.
em 07-09-2016
por: Marina
Estive jantando com minha família no Paparico, em maio de 2014. Simplesmente sensacional! Tudo impecável.
Quando eu voltar ao Porto , reservarei uma noite pra jantar lá novamente.!!
Deixe seu comentário:
© 2012 Pra quem quiser me visitar - Todos os direitos reservados - Design de Branca Escobar

Envie para um amigo:

*
*

Fale comigo:

*

Assinar Newsletter:

Remover email: