Pra quem quiser me visitar....
  • A Casa do Porco Bar: Jefferson Rueda finalmente em casa
  • Restaurante Roberta Sudbrack fecha as portas no Rio de Janeiro: o fim pode ser uma ponte?
  • Padaria da Esquina, a nova casa de Vitor Sobral em São Paulo: minhas impressões
  • Provence: o mercado de Saint-Rémy
  • A hora do chá no Le Meurice, em Paris
  • Berlim, de bocado em bocado
  • “Redefinindo Sustentabilidade”: Parabere Forum chega à terceira edição debatendo a igualdade de gênero na gastronomia
  • Lenha no fogão: comida e memória no sul de Minas Gerais
  • Fazenda do Serrote: refúgio na divisa entre Rio e Minas Gerais
Segunda, 10 Outubro 2016

Dufte Padaria Alemã: mais uma boa descoberta na Junta Local

Dufte Padaria Alemã

Ao passar pela banca da Dufte Padaria Alemã numa das últimas edições da feira Junta Local, não houve como não notar os lindos bolos expostos: um de queijo, outro de maçã. Tive vontade de provar os dois, mas, àquela altura, nada mais cabia na bolsa que eu levava.

Guardei o nome do produtor, procurei nas redes sociais, entrei em contato por e-mail. Soube que não tem endereço aberto ao público, mas aceita encomendas. Fiz algumas nas semanas seguintes, a fim de satisfazer a curiosidade que me consumia desde então. 

Pelo que experimentei, eu diria que a linha de confeitaria me entusiasmou mais que seu trabalho de panificação. Talvez porque o Rio de Janeiro já tenha evoluído mais nesse último quesito do que no primeiro. Se recentemente a cidade passou a contar com padeiros de primeira grandeza, quando o assunto é confeitaria, não temos tido a mesma a sorte. São raros os endereços a nos salvar da infâmia.

Resta aos inquietos buscar caminhos menos óbvios, como os que me levaram à Dufte.

Seus berliners – sonhos, para os íntimos – são gostosos, mais delicados do que os que costumamos encontrar por aqui. Optei pela versão sem recheio e providenciei o acompanhamento: geleia de morango com amora, feita em casa.

Dufte Padaria Alemã

Dufte Padaria Alemã

Encomendei também os dois bolos que me desconcertaram naquele primeiro encontro, semanas antes: käsekuchen, bolo alemão feito com queijo quark, mais aerado, menos denso que o cheesecake americano, e apfelkuchen, bolo de maçã, leve e perfumado. Ambos equilibrados, sem exagero de açúcar. Deliciosos.

Dufte Padaria Alemã

Dufte Padaria Alemã

Trabalhos como esse nos provam que as respostas estão por aí, à espera de que as desvendemos. Se as vitrines que povoam os logradouros públicos, mesmo os supostamente mais privilegiados, nem sempre nos dão o que merecemos, há em nosso socorro as redes sociais e as iniciativas de gente inconformista como a turma da Junta Local. Basta manter os olhos bem abertos.

 

Dufte Padaria Alemãhttps://www.facebook.com/Dufte-Padaria-Alem%C3%A3-1660241080887286/

duftepadaria@gmail.com

Comentários:
em 10-10-2016
por: Fernando Martins
Que delícia! Deu vontade de experimentar!
em 10-10-2016
por: Merél
Isso tá MUITO bonito!
em 10-10-2016
por: Dufte Padaria Alemã
Constance, que feliz fazermos parte do seu blog!
Respostas assim nos fazem acreditar mais nos nossos produtos e nos dá força pra seguirmos em frente.
(só por acrescentar informação: nossa geléia de goiaba também é caseira!)
Danke, Ruben Luckert.
em 10-10-2016
por: Constance
Olá, Ruben. Que bom saber da geleia de goiaba. Mais um motivo pra não adiar muito a próxima encomenda. Um abraço.
em 15-10-2016
por: Renata de Queiroga
Só de ver, dá vontade!!! Aiiiii!. Aqui em REcife, já estão começando a surgir uma ou outr aoclá, mas ainda estamos muito aquém da qualidade dos pães que vocês têm!
Deixe seu comentário:
© 2012 Pra quem quiser me visitar - Todos os direitos reservados - Design de Branca Escobar

Envie para um amigo:

*
*

Fale comigo:

*

Assinar Newsletter:

Remover email: